Pesquisar
Close this search box.

“Por que não há indígenas em Aracaju, São Cristóvão, Geru, Cristinápolis e em outras partes de Sergipe? Foi o violento processo de colonização que criou essa realidade”

Pedro Abelardo de Santana é doutor em História Social pela Universidade Federal da Bahia e hoje é professor de História do Brasil na UFAL, Campus do Sertão. Pedro atuou muitos anos em Sergipe e é autor do importante livro “Os indígenas em Sergipe oitocentista: catequese, civilização e alienação de terras”. Sobre a história dos indígenas […]

Os três grandes massacres contra os indígenas em Sergipe. A história oficial apaga, transforma o genocídio em conquista e os assassinos em heróis

A história oficial, contada por vencedores brancos e seus intelectuais formados por uma cultura eurocêntrica busca fixar os povos originários como animais sem alma e que somente servem para a escravização. Além disso, transforma a invasão saqueadora em “colonização” e “conquista”; a escravização em “colaboração com a civilização cristã”; os assassinatos e genocídio dos indígenas […]

Sergipe é terra indígena lavada em sangue e esquecimento. Como a elite local apagou da história as resistências e os genocídios dos povos originários

Éramos Tupinambá, Kiriri, Fulkaxó, Boimé, Karapotó, Kaxagó, Caeté, Aramuru, Xokó e mais de uma dezena de outros povos originários a viver em terras que hoje constituem o estado de Sergipe. Éramos muito mais de 20, 30, 40 mil quando da chegada dos invasores europeus por volta de 1530, ou até antes. Muitos outros indígenas, fugidos […]

Menu

Pular para o conteúdo